Hollywood Reporter divulgou hoje com exclusividade que a Cate Shortland irá dirigir o filme solo da Viúva Negra. Confira a tradução da matéria abaixo:

A fonte viu a Marvel se reunir com mais de 70 diretores em potencial.

O filme solo da Viúva Negra do Marvel Studios tem agora uma diretora.

Cate Shortland, a diretora australiana talvez mais conhecida pelo drama nazista Lore, assinou contrato para dirigir Viúva Negra, o projeto de ação e aventura da Marvel que será estrelado por Scarlett Johansson.

A medida encerra uma busca que durou mais de meio ano, quando o estúdio se reuniu com mais de 70 diretores para encontrar seu candidato ideal. Uma cineasta feminina era a prioridade, mesmo quando a busca estagnou em um ponto e o estúdio olhou para diretores do sexo masculino.

A caça estreitou em junho com Amma Asante (Belle, A United Kingdom) e Maggie Betts (Novitiate) sendo finalistas ao lado de Shortland. Melanie Laurent (Galveston) e Kimberly Peirce (Boys Don’t Cry) também estiveram na mistura da reta final.

Shortland, que não tem representação de agência, tinha a fã Johansson, que a empurrou para o filme. A atriz admirava o trabalho de Shortland na liderança feminina em Lore, um drama aclamado pela crítica em 2012 que conta a história de uma jovem que lidera seus irmãos na Alemanha com o exército aliado. Seu filme mais recente é Berlin Syndrome, um suspense de 2017 estrelado por Teresa Palmer.

Jac Schaeffer escreveu o rascunho mais recente para o filme. Ela também escreveu o próximo remake feminino excêntrico de Dirty Rotten Scoundrels (Os Safados), chamado Nasty Women.

A viúva de Johansson é apresentada antes dos eventos do primeiro filme dos Vingadores e vimos a atriz reprisar a espiã russa transformado em super heroína. O filme será o segundo filme da Marvel com foco feminino depois de Capitã Marvel, que será lançado em 8 de março (28 de Fevereiro aqui no Brasil).

O filme começará suas filmagens em 2019 mas ainda não temos uma data de lançamento.

Os diretores de Vingadores: Guerra Infinita: Anthony e Joe Russo fizeram uma ampla entrevista para o podcast Happy Sad Confused e falaram sobre o Nômade Capitão América, Carol Danvers, se viagem no tempo está envolvida no filme e o filme solo da Viúva Negra!

Os Irmãos Russo confirmaram os rumores de que a Marvel Studios está trabalhando em um filme solo da Viúva Negra e que ele pode mergulhar na sua história sombria como uma espiã russa.

“Estamos muito felizes por isso. É um personagem tão rico e interessante”, disse Joe Russo. “Há tanto para explorar com um personagem cuja história era como um vilão. Scarlett faz um trabalho tão bom fazendo essa personagem, você se acostumou tanto com essa personagem que você esqueceu a sua história. Então, há muitas histórias realmente atraentes para contar sobre alguém que tem um passado sombrio”.

 

A revista norte-americana Variety publicou uma matéria hoje com informações sobre tão esperado filme solo da Viúva Negra. De acordo com a publicação, o filme está em desenvolvimento e já contratou uma roteirista: Jac Schaeffer.

O filme ainda está nos estágios iniciais de desenvolvimento, mas a contratação de uma roteirista é o mais próximo que o estúdio já chegou de produzir realmente o filme. O produtor Kevin Feige se encontrou com diversos candidatos para o cargo de roteirista antes de escolher Jac, e ainda houveram reuniões com Scarlett Johansson para saber o que eles queriam para a história.

Ainda não houve confirmação oficial por parte da Marvel, então ainda são rumores, mas é uma das informações mais concretas que tivemos até agora entre tantas afirmações e rumores.

A Marvel lançou o tão esperado primeiro trailer de “Vingadores: Guerra Infinita” hoje no Good Morning America. Confira o trailer na íntegra no player abaixo:

Vingadores: Guerra Infinita estréia em 26 de Abril de 2018 no Brasil.

 

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > 2017 > VANITY FAIR (MARVEL UNIVERSE 10 YEARS)

SJBR002.jpgSJBR001.jpg

 

FILMES | MOVIE PRODUCTIONS > 2018 > AVENGERS: INFINITY WAR >

POSTERSSJBR001.jpg

 

FILMES | MOVIE PRODUCTIONS > 2018 > AVENGERS: INFINITY WAR > TRAILER #1 – SCREENCAPTURES

 

 

SJBR021.jpgSJBR032.jpgSJBR042.jpg

Capa da edição desses mês da Variety, Scarlett Johansson concedeu uma entrevista onde falou sobre organizações não governamentais, sobre seus candidatos à presidência dos EUA, sobre seu papel como Viúva Negra. Depois de ter disponibilizado alguns trechos, a revista revelou a entrevista completa.


Para o evento dessa semana, Poder das Mulheres, a Variety conversou com Scarlett Johansson sobre o trabalho que ela faz com a ONG Planned Parenthood, Maternidade Planejada em português, para apoiar as iniciativas sobre a saúde da mulher. Johansson, 31, disparou ao topo da lista das atrizes mais bem pagas de Hollywood, como resultado de seu papel como Viúva Negra na franquia “Os Vingadores”. Ela falou sobre seu papel e se ela estaria disposta a estrelar um filme independente focado na personagem.

V: Como você se envolveu pela primeira vez com o Planned Parenthood?

SJ: Eu devo ter feito uma campanha para eles cerca de uma década atrás. Eu estou pessoalmente envolvida com o Maternidade Planejada há algum tempo, desde que eu era mais nova. Eu usei seus serviços. Minhas amigas usaram seus serviços.

V: Você está preocupada com o que a presidência de Donald Trump pode fazer para as ONGs?

SJ: Sim, com certeza. O fundo da Planned Parenthood já foi ameaçado diversas vezes e está ficando bem agressivo recentemente. É algo realmente importante o que estamos enfrentando. Eu tenho vários amigos que apoiam os republicanos [partido de Trump] do ponto de vista fiscal. Quando se debate sobre para quem irá seu voto, é necessário olhar para todo o espectro – não só para a parte econômica da América, mas também para a questão climática e outras questões, como o direito feminino de escolha.

V: Por que você decidiu apoiar a candidatura de Hillary Clinton?

SJ: Hillary é a candidata certa para o momento. Eu acho que ela tem muita integridade. Ela tem muita energia. Ela é uma candidata muito inteligente, e isso é muito importante para mim. Talvez seja porque eu tenho uma filha agora.

V: Você apoiou a candidatura de Obama em 2008. Como você acredita que foram seus dois mandatos?

SJ: Eu acredito que ele teve dois mandatos bem-sucedidos. Ele herdou uma presidência complicada e confusa. Havia muita coisa para ser resolvida, muita coisa para ser limpa. A maneira como nosso governa funciona é muito arcaica. Eu acho que ele lutou contra os freios e os contrapesos de um sistema que é desatualizado em diversos pontos. Eu provavelmente serei crucificada por dizer isso, mas é a verdade. E, às vezes, parece que o que as pessoas querem não é a mesma coisa que a maioria do Senado quer.

V: De onde vem o seu senso de poder?

SJ: Eu estou nessa indústria há 20 anos. Minha experiência tem sido que, com todos os riscos, há perdas e ganhos. Você espera que você aprenda alguma coisa. Eu consigo muito poder tomando riscos e me preparando para o resultado.

V: Quando lhe foi oferecido o papel da Viúva Negra em “Homem de Ferro 2”, você sabia imediatamente que você queria?

SJ: Eu sabia que eu queria estar envolvida com a Marvel e Jon Favreau.

V: Por quê?

SJ: Eu sempre gostei das coisas do Jon Favreau. O gênero super herói nunca foi um favorito, não que eu não gostasse. Eu gostei de todos os filmes do “Batman” de Tim Burton, mas eu não era uma grande fã de quadrinhos. Eu amei “Homem de Ferro”. [O filme] falou comigo. Eu pensei que o trabalho de Robert [Downey Jr.] foi inovador. Capturou minha atenção como uma pessoa que normalmente não é uma fã do gênero. Parecia que estavam fazendo um grande filme de um jeito pequeno, ou um pequeno filme de um jeito grande . Foi um desafio interessante para ser parte.

V: Como você entrou no personagem?

SJ: A parte física foi algo que eu nunca tinha chegado a vivenciar. Isso foi algo que me empurrou para fora da minha zona de conforto. Eu nunca tive a oportunidade de interpretar um personagem em uma franquia antes, e crescer esse personagem conforme eu crescia como atriz. E como a personagem se torna mais forte em vários aspectos, acho que também se torna mais vulnerável. Sua vulnerabilidade é uma força dela. Eu acho que a vulnerabilidade é frequentemente vista como uma fraqueza.

V: Como estrear na franquia  “Os Vingadores” mudou a sua carreira?

SJ: Eu acho que por muito tempo, eu me senti meio rotulada como ingênua – esse tipo de garota que está flutuando entre dois mundos. Talvez tenha sido apenas um reflexo literal da minha vida naquela época. Eu sou uma pessoa muito curiosa. Eu sou uma atriz muito curiosa. O universo Marvel abriu muitas oportunidades para eu me esticar de maneiras que eu nunca pensei que seria possível.

V: De que maneiras?

SJ: Eu acho que talvez as pessoas na indústria tivessem uma certa ideia sobre a minha capacidade física – como uma espécie de armadilha. E tinha esse rótulo colocado em mim de mulherão. Eu acho que ao mesmo temo que é lisonjeiro ser alguém que é sexy, há algo muito aprisionador sobre isso. Isso implica que a sua força vem da sua sexualidade.

V: Haverá um filme solo da Viúva Negra?

SJ: Eu gostaria que isso acontecesse sobre as circunstâncias certas. Eu acho que há muitas oportunidades de contar a história. Ela tem uma história de origem realmente rica.  Há muitos lugares que você pode ir – você pode trazer a história de volta para a Rússia. Você poderia  explorar a programa Viúva Negra. Há todos os tipos de coisas que você poderia fazer com isso. Você poderia  realmente descobrir a identidade de quem é essa pessoa, de onde ela vem e de onde ela faz parte.

V: Então se acontecer, será uma prequela?

SJ: É uma possibilidade.  Há muita história por trás. Ou não. Poderia ser outra coisa. Pra onde os Vingadores vão? Eles são secretos.  O que acontece então? O que acontece depois que tudo desmorona? Há muitos caminhos que você pode seguir. Eu acho que apenas teria que ser uma coisa muito específica. Teria que ser totalmente diferente de todos os outros filmes solo. Eu acho que se os fãs quisessem o suficiente, provavelmente já teria se tornado realidade.

V: Você não acha que os fãs querem?

SJ: Sim, eu acho. A Marvel saberia mais do que eu sei.

V: Você ainda está falando com a Marvel sobre isso?

SJ: Claro. Eu conversei com eles muitas vezes sobre. Isso teria que se encaixar na ideia de onde eles querem ir. Eu investi nessa personagem. A Marvel investe muito nessa personagem. Se eu fiz isso, eu tenho que ser por um tempo. Eu ainda quero usar um colante, não sei quanto tempo mais isso ainda vai durar.


Fonte: Variety. Traduzido pela equipe do Scarlett Johansson Brasil.

Veja o ensaio da Scarlett Johansson para a Variety, fotografado por Warwick Saint, na nossa galeria:

PHOTOSHOOTS / ENSAIOS FOTOGRÁFICOS > 2016 > VARIETY (OUTUBRO)

 

 

Nos últimos dias, a Marvel liberou diversos conteúdos inéditos de seu mais novo filme, Capitão América: Guerra Civil. Reunímos neste post os stills, clipes e spots de TV novos.

FILMES > 2016 > CAPITÃO AMÉRICA: GUERRA CIVIL > STILLS