Hoje, 14 de junho de 2020, é a data de lançamento do mais novo livro de Colin Jost, apresentador do Saturday Night Live e atual noivo da atriz Scarlett Johansson. O livro se chama A Very Punchable Face (em português, Um Rosto Bastante Socável).

Nós do Scarlett Johansson Brasil compramos o livro na pré-venda e fizemos esta postagem contendo todas vezes nas quais Scarlett Johansson foi citada no livro, confira:

Alguns de vocês me conhecem do Saturday Night Live, onde eu tenho sido escritor chefe e co-âncora do Weekend Update (as fake news verdadeiras) pelos últimos seis anos.

Alguns de vocês me conhecem da revista OK!, onde eu estou em um tapete vermelho próximo à minha noiva muito mais famosa.

Eu estou sempre feliz quando eu não tenho tempo para pensar ou planejar algo relacionado ao futuro. Se eu estou no palco e alguém grita algo da plateia e eu só tenho que reagir, é aí que eu fico o mais confortável. Ou quando eu acordo na manhã seguinte próximo à minha futura esposa e nós podemos conversar e fazer piadas enquanto eu ainda estou meio sonolento e ainda não paralisado pelos meus próprios pensamentos.

Eu recebi oito esquetes no programa no meu primeiro ano, incluindo uma abertura cold open e uma paródia do My Super Sweet Sixteen da MTV, estrelando a anfitriã de primeira viagem Scarlett Johansson. Ela tinha acabado de fazer vinte anos e eu tinha vinte e três, mas em termos de status e maturidade, ela estava aqui [coloca a mão acima da cabeça] e eu estava aqui [coloca a mão quase tocando no chão].

Ela diz que lembra de me achar “fofo”, mas eu sei como era a minha aparência e essa não era a palavra que eu teria usado. (“Desgrenhado” teria sido generoso. “Desleixado”, mais preciso.)

Eu lembro dela estando bonita, inteligente, doce, e intimidantemente sofisticada. E ela tinha uma graça e um sorriso que eu ainda nunca vi em nenhum outro humano.

A única linha que eu lembro da esquete é quando a personagem malcriada da Scarlett diz: “Essa festa está literalmente pior que o Holocausto.”

Aquele foi o meu soneto Shakespeariano para a mulher pela qual um dia eu iria me apaixonar.

CAPÍTULO: Okay, então talvez eu tenha cagado nas calças algumas vezes.

Nota: Por favor, sinta-se livre para pular esse capítulo se você for: minha noiva, meus pais, meus avós, todos os meus parentes mais velhos (acima de trinta anos), […]

Scarlett e eu estávamos perambulando pelas ruas de Paris depois de um romântico jantar senegalês, seguido de uma saideira de três piña coladas. Foi o tipo de noite que te faz pensar: eu espero que tenha um banheiro no lobby. […]

Eu falo para a Scarlett: “Nós vamos levar a bicicleta para o nosso quarto de hotel” e ela diz: “Não, a gente não vai!”. E eu digo: “Ótimo contraponto.” […]

Scarlett então grava um vídeo de mim voltando para ela sem nenhuma bicicleta e um sorriso tristonho no meu rosto. Ela pergunta: “Para onde foi a bicicleta?” e eu digo: “Oh, nenhum lugar em especial.”

Então ela caminha até o “canteiro de obras” onde eu joguei a bicicleta e diz: “Ei… você sabe que esse é o Musée d’Orsay, né?”
Há uma movimentação. E então nós dois começamos a correr de volta para o nosso hotel.
Na manhã seguinte, a polícia bateu na nossa porta e ficamos absolutamente imóveis até que eles foram embora. Não saímos da sala por mais cinco horas e perdemos quase um dia inteiro de nossas férias em Paris.

Eu sentirei falta do SNL de uma maneira profundamente espiritual, porque é a coisa com a qual eu mais me importei pelos últimos quinze anos. Tem sido minha inteira identidade e a grande maioria da minha carreira. Foi como encontrei a maioria dos meus amigos, todos os meus inimigos, e a minha futura esposa.

Além disso, meu escritório se tornou um armário para tudo o que Scarlett se recusa a manter em nosso apartamento.

Uma das primeiras vezes que eu encontrei a Scarlett, como parte de uma série de comerciais bregas de Long Island nos quais eu trabalhei com Fred Armisen chamados “Colunas de Mármore”, “Fontes de Porcelana” e “Bustos de Cerâmica”.
Scarlett e eu no casamento do nosso amigo em Wyoming. Segundos depois, a gente foi atacado por lobos.

RECONHECIMENTOS

[…]

E finalmente, obrigado à Scarlett por ser minha primeira leitora e por sempre me proteger dos meus piores instintos. Lembra daquela máscara tribal mexicana que eu tentei usar na nossa sala de estar? Obrigado por me impedir de fazer aquilo.

Trechos retirados diretamente do livro “A Very Punchable Face”.

Na noite dessa segunda feira(08/04) Scarlett esteve presente no programa do Jimmy Kimmel, junto com Robert Downey Jr, Chris Hemsworth e Paul Rudd para divulgar o último filme dos Vingadores. Que tem estreia marcada para dia 25 de abril. Após a saído programa, o seu carrofoi perseguido por paparazzis, o qual se tornou um caso para polícia de Los Angeles. Confira a seguir a matéria traduzida pelo SJBR para o site ET onde Scarlett dá uma declaração sobre o ocorrido.

A atriz teria sido levada para o departamento de Polícia de Los Angeles, depois de deixar a gravação do programa de fim de noite com outras duas pessoas, afirmou a NBC de Los Angeles. O capitão Steve Lurie confirmou que a atriz não estava dirigindo, mas que ela acreditava que os paparazzi estavam “seguindo-a de forma perigosa” e ela estava com medo. Dizem que Johansson chegou em casa em segurança depois de parar por um tempo. Nenhuma acusação foi arquivada e a estrela não foi ferida.

Um porta-voz da polícia de Los Angeles desde então disse ao site ET: “Ontem à noite, Scarlett Johansson estava no ‘Jimmy Kimmel’. Em algum momento, os paparazzi dominaram sua segurança e, por razões de segurança e por sua equipe de segurança, foram levados para a delegacia de polícia de Hollywood. Nesse ponto, ela foi mais tarde capaz de sair da estação. Não houve relato de crime. Ela estava um pouco nervosa. O porta-voz notou que não sabia quanto tempo Johansson estava na delegacia antes de partir.

Johansson abordou o susto dos paparazzi em uma declaração obtida pela ET Canada:

“Os paparazzi vão cada vez mais longe para perseguir e perseguir as pessoas que estão fotografando”, disse ela. “Mesmo depois da trágica morte da princesa Diana, as leis nunca foram alteradas para proteger os alvos dos paparazzi sem lei. Muitos paparazzi têm antecedentes criminais e realizam atos criminosos para serem atingidos.

Ontem, depois de sair de ‘Jimmy Kimmel, fui seguida por cinco carros cheios de homens com janelas escuras que acendiam luzes vermelhas e colocavam outros condutores e pedestres em risco para que eles pudessem me seguir para descobrir onde eu estava.

Os paparazzi colocam a vida das pessoas em risco, então eles podem esperar por dias em bairros tranquilos em carros apagados e tentar me seguir até o parquinho e fotografar minha filha e os filhos de outras pessoas em um lugar seguro que deve estar fora dos limites. não é.

“Tudo isso é perfeitamente legal”, observou Johansson. 

“Depois do incidente de ontem, senti que era meu dever como um cidadão preocupado que estava sendo perseguido perigosamente e perseguido para ir ao distrito de polícia local e buscar orientação lá. Encorajaria outros em situação semelhante a irem à polícia. As mulheres em todos os EUA são perseguidas, assediadas e amedrontadas, e uma lei universal para abordar a perseguição deve estar na vanguarda das conversas sobre a aplicação da lei. ”

A atriz concluiu: “Até que os paparazzi sejam considerados pela lei os perseguidores criminosos que são, é apenas um jogo de espera antes que outra pessoa seja gravemente ferida ou morta, como a princesa Diana.”




Na maratona de divulgação de “A Noite É Delas” (Rough Night), Scarlett Johansson compareceu ao talk show The Late Show With Stephen Colbert! Confira fotos e vídeo:

Na maratona de divulgação de “A Noite É Delas” (Rough Night), Scarlett Johansson compareceu ao talk show Live With Kelly & Ryan! Confira fotos e vídeo:

ENTREVISTAS | The Chew

Na maratona de divulgação de “A Noite É Delas” (Rough Night), Scarlett Johansson compareceu ao talk show The Chew! Confira fotos e vídeos:

Na maratona de divulgação de Ghost in the Shell, Scarlett Johansson compareceu ao talk show do Seth Meyers! Confira fotos e vídeos: