Capa da edição desses mês da Variety, Scarlett Johansson concedeu uma entrevista onde falou sobre organizações não governamentais, sobre seus candidatos à presidência dos EUA, sobre seu papel como Viúva Negra. Depois de ter disponibilizado alguns trechos, a revista revelou a entrevista completa.


Para o evento dessa semana, Poder das Mulheres, a Variety conversou com Scarlett Johansson sobre o trabalho que ela faz com a ONG Planned Parenthood, Maternidade Planejada em português, para apoiar as iniciativas sobre a saúde da mulher. Johansson, 31, disparou ao topo da lista das atrizes mais bem pagas de Hollywood, como resultado de seu papel como Viúva Negra na franquia “Os Vingadores”. Ela falou sobre seu papel e se ela estaria disposta a estrelar um filme independente focado na personagem.

V: Como você se envolveu pela primeira vez com o Planned Parenthood?

SJ: Eu devo ter feito uma campanha para eles cerca de uma década atrás. Eu estou pessoalmente envolvida com o Maternidade Planejada há algum tempo, desde que eu era mais nova. Eu usei seus serviços. Minhas amigas usaram seus serviços.

V: Você está preocupada com o que a presidência de Donald Trump pode fazer para as ONGs?

SJ: Sim, com certeza. O fundo da Planned Parenthood já foi ameaçado diversas vezes e está ficando bem agressivo recentemente. É algo realmente importante o que estamos enfrentando. Eu tenho vários amigos que apoiam os republicanos [partido de Trump] do ponto de vista fiscal. Quando se debate sobre para quem irá seu voto, é necessário olhar para todo o espectro – não só para a parte econômica da América, mas também para a questão climática e outras questões, como o direito feminino de escolha.

V: Por que você decidiu apoiar a candidatura de Hillary Clinton?

SJ: Hillary é a candidata certa para o momento. Eu acho que ela tem muita integridade. Ela tem muita energia. Ela é uma candidata muito inteligente, e isso é muito importante para mim. Talvez seja porque eu tenho uma filha agora.

V: Você apoiou a candidatura de Obama em 2008. Como você acredita que foram seus dois mandatos?

SJ: Eu acredito que ele teve dois mandatos bem-sucedidos. Ele herdou uma presidência complicada e confusa. Havia muita coisa para ser resolvida, muita coisa para ser limpa. A maneira como nosso governa funciona é muito arcaica. Eu acho que ele lutou contra os freios e os contrapesos de um sistema que é desatualizado em diversos pontos. Eu provavelmente serei crucificada por dizer isso, mas é a verdade. E, às vezes, parece que o que as pessoas querem não é a mesma coisa que a maioria do Senado quer.

V: De onde vem o seu senso de poder?

SJ: Eu estou nessa indústria há 20 anos. Minha experiência tem sido que, com todos os riscos, há perdas e ganhos. Você espera que você aprenda alguma coisa. Eu consigo muito poder tomando riscos e me preparando para o resultado.

V: Quando lhe foi oferecido o papel da Viúva Negra em “Homem de Ferro 2”, você sabia imediatamente que você queria?

SJ: Eu sabia que eu queria estar envolvida com a Marvel e Jon Favreau.

V: Por quê?

SJ: Eu sempre gostei das coisas do Jon Favreau. O gênero super herói nunca foi um favorito, não que eu não gostasse. Eu gostei de todos os filmes do “Batman” de Tim Burton, mas eu não era uma grande fã de quadrinhos. Eu amei “Homem de Ferro”. [O filme] falou comigo. Eu pensei que o trabalho de Robert [Downey Jr.] foi inovador. Capturou minha atenção como uma pessoa que normalmente não é uma fã do gênero. Parecia que estavam fazendo um grande filme de um jeito pequeno, ou um pequeno filme de um jeito grande . Foi um desafio interessante para ser parte.

V: Como você entrou no personagem?

SJ: A parte física foi algo que eu nunca tinha chegado a vivenciar. Isso foi algo que me empurrou para fora da minha zona de conforto. Eu nunca tive a oportunidade de interpretar um personagem em uma franquia antes, e crescer esse personagem conforme eu crescia como atriz. E como a personagem se torna mais forte em vários aspectos, acho que também se torna mais vulnerável. Sua vulnerabilidade é uma força dela. Eu acho que a vulnerabilidade é frequentemente vista como uma fraqueza.

V: Como estrear na franquia  “Os Vingadores” mudou a sua carreira?

SJ: Eu acho que por muito tempo, eu me senti meio rotulada como ingênua – esse tipo de garota que está flutuando entre dois mundos. Talvez tenha sido apenas um reflexo literal da minha vida naquela época. Eu sou uma pessoa muito curiosa. Eu sou uma atriz muito curiosa. O universo Marvel abriu muitas oportunidades para eu me esticar de maneiras que eu nunca pensei que seria possível.

V: De que maneiras?

SJ: Eu acho que talvez as pessoas na indústria tivessem uma certa ideia sobre a minha capacidade física – como uma espécie de armadilha. E tinha esse rótulo colocado em mim de mulherão. Eu acho que ao mesmo temo que é lisonjeiro ser alguém que é sexy, há algo muito aprisionador sobre isso. Isso implica que a sua força vem da sua sexualidade.

V: Haverá um filme solo da Viúva Negra?

SJ: Eu gostaria que isso acontecesse sobre as circunstâncias certas. Eu acho que há muitas oportunidades de contar a história. Ela tem uma história de origem realmente rica.  Há muitos lugares que você pode ir – você pode trazer a história de volta para a Rússia. Você poderia  explorar a programa Viúva Negra. Há todos os tipos de coisas que você poderia fazer com isso. Você poderia  realmente descobrir a identidade de quem é essa pessoa, de onde ela vem e de onde ela faz parte.

V: Então se acontecer, será uma prequela?

SJ: É uma possibilidade.  Há muita história por trás. Ou não. Poderia ser outra coisa. Pra onde os Vingadores vão? Eles são secretos.  O que acontece então? O que acontece depois que tudo desmorona? Há muitos caminhos que você pode seguir. Eu acho que apenas teria que ser uma coisa muito específica. Teria que ser totalmente diferente de todos os outros filmes solo. Eu acho que se os fãs quisessem o suficiente, provavelmente já teria se tornado realidade.

V: Você não acha que os fãs querem?

SJ: Sim, eu acho. A Marvel saberia mais do que eu sei.

V: Você ainda está falando com a Marvel sobre isso?

SJ: Claro. Eu conversei com eles muitas vezes sobre. Isso teria que se encaixar na ideia de onde eles querem ir. Eu investi nessa personagem. A Marvel investe muito nessa personagem. Se eu fiz isso, eu tenho que ser por um tempo. Eu ainda quero usar um colante, não sei quanto tempo mais isso ainda vai durar.


Fonte: Variety. Traduzido pela equipe do Scarlett Johansson Brasil.

Veja o ensaio da Scarlett Johansson para a Variety, fotografado por Warwick Saint, na nossa galeria:

PHOTOSHOOTS / ENSAIOS FOTOGRÁFICOS > 2016 > VARIETY (OUTUBRO)

 

 

Postador por Camila   em 13/10/2016   e arquivado em Capas de revistas Ensaios Entrevistas Marvel Revistas Viúva Negra
Status
Nome: Scarlett Johansson Brasil
Dominio: scarlettjohanssonbrasil.com
Webmiss: Marina
Desde: 15/06/2014
Versão: 2.0
Host: Flaunt.nu
Layout: JoshParrilla
Visitantes:
Projetos Atuais
VIGILANTE DO AMANHÃ: GHOST IN THE SHELL
Personagem: Major
Estréia: 30 de Março
Status: Concluído

AVENGERS: INFINITY WAR
Personagem: Natasha Romanoff / Viúva Negra
Estréia: 26 de Abril
Status: Pós Produção

A NOITE É DELAS
Personagem: Jess
Estréia: Cancelada (Lançamento em DVD)
Status: Concluído

Últimas Imagens
ùltimos tweets
Parceiros
Disclaimer
O Scarlett Johansson Brasil não possui nenhum contato com a Scarlett Johansson ou alguém que esteja de alguma maneira ligado a ela. Somos apenas um fã site com o intuito de informar fãs. Ao pegar conteúdo do site, nos dê os devidos créditos.
layout por Josh Parrilla Scarlett Johansson Brasil - Flaunt Network