Em entrevista à revista Marie Claire, Scarlett contou um pouco sobre sua experiência em criar sua filha, Rose, sendo mãe solteira.

“Eu sentia no passado – existe uma solidão em ser uma mãe solteira,’ disse. “Obviamente, é um monte de diferentes coisas de uma vez, mas pode existir uma solidão e esse constante sentimento de dúvida, de que você não sabe o que diabos está fazendo e não tem ninguém para conversar sobre isso.

“Você também está passando bastante tempo com a criança, sem a companhia de outro adulto, o que é difícil por longos períodos de tempo.” continuou.

“Você talvez tem dúvidas sobre sua vida: ‘Como foi que cheguei até aqui?’ Não é o tempo todo… mas esses momentos vêm de mansinho, e eles vêm em horas estranhas.”

“Quando você tem um término de qualquer tipo, sendo amigável ou não, você questiona muitas das escolhas que você fez. ‘Ok, quem eu sou agora? E eu tinha essa nova identidade como uma mãe solteira, então o que é isso? Como isso funciona?’ Até as logísticas da coisa, e a sua cadência emocional. ‘Como isso vai ser?’ E não saber o que o futuro reserva. Essas todas são coisas que ativam a minha ansiedade”.

“Quando eu olho para ele, me sinto cheia de esperança e positividade. É bom se chafurdar um pouquinho. E então você tem que parar.” disse.