Parece que a DreamWorks está realmente determinada a ter a estrela Scarlett Johansson em seu próximo live-action, a adaptação do mangá de Masamune Shirow: “Ghost in the Shell”.

Recentemente o estúdio foi acusado de “Branqueamento de Personagens Asiáticos” por um grupo de fãs não contentes com a escolha de Scarlett para interpretar  a personagem principal do filme, Motoko Kusanagi, que na história original contém traços asiáticos.

Uma petição online com mais de 30 mil assinaturas exigia a substituição de Scarlett Johansson como a personagem principal do filme. Um dos trechos da petição dizia o seguinte: “A DreamWorks poderia usar o filme para dar oportunidades aos atores nipo-americanos, em um mercado que lhes dá pouco espaço para brilhar. Por favor assinem a petição para que a escolha de Scarlett Johansson seja reconsiderada, e que Ghost in the Shell possa ter atores verdadeiramente relacionados com o elenco original

Enquanto a DreamWorks, que teria oferecido a Johansson $10 milhões para o papel, está seguindo adiante com a escolha da atriz para protagonizar o filme, fãs mais devotos do mangá estão querendo atriz asiática Rinko Kikuchi para assumir o papel de Motoko Kusanagi em seu lugar.

Mesmo com muita pressão desses fãs a DreamWorks confirmou que não haverá mudanças no elenco e já negocia o lançamento mundial do filme: “Neste arranjo, a Paramount irá lidar com o lançamento internacional do filme enquanto a DreamWorks vai lança-lo nos EUA através do seu acordo com a Disney”, informou uma  publicação da Forbes.

Embora poucos detalhes sobre o filme foram revelados “Ghost in the Shell’’ têm estreia prevista para 31 de março de 2017, escrito por William Wheeler e dirigido por Rupert Sanders que já dirigiu produções como “A Branca de Neve e O Caçador’’.