O presidente da Marvel Studios concedeu uma entrevista ontem ao site iO9 e quando perguntado se voltar no tempo para contar uma história do passado de Natasha Romanoff poderia, de alguma maneira, influir no futuro da quarta fase do universo cinematográfico da Marvel, ele respondeu:

Há um método para a loucura. Há sempre um método e fazer as coisas de uma maneira inesperada é algo que nós nos divertimos. Há maneiras de fazer prequels que são menos informativas ou que respondem perguntas que você não necessariamente tinha antes, e por fim, há maneiras de fazer prequels onde você aprende todos os tipos de coisas que antes você não sabia.

Eu vejo “Better Call Saul” como um exemplo maravilhoso de uma prequel que se sustenta por conta própria, separada de Breaking Bad, porque ela informa você de tantas coisas que até então você não sabia, então, o tempo dirá qual rumo tomamos em um suposto filme da Viúva Negra.

Vale lembrar que faltam dois meses para a D23 Expo, evento da Disney em que se acredita que serão feitos os anúncios das séries da Marvel no serviço de streaming da Disney, o Disney +, e os filmes para os próximos cinco anos do MCU, que incluiria o tão esperado filme solo da Viúva Negra.

Há inúmeras teorias a respeito da volta de Natasha mas, é claro, caso o filme seja realmente uma prequel, abordará o passado obscuro da personagem, do qual ela tentou esquecer durante seus anos como vingadora. Isso não anularia as chances de um retorno, por exemplo, em uma cena pós-créditos, só mostraria que estão mais interessados em nos apresentar a uma Romanoff até então desconhecida.

Entrevista retirada do site iO9.